ANÁLISE DA LOGÍSTICA DE SUPRIMENTOS DOS PRODUTOS QUÍMICOS NAS ESTAÇÕES DE CAPTAÇÃO E TRATAMENTO DE ÁGUA DO SAERB (ETA I E II), EM RIO BRANCO - AC

Autores

  • Miguel Francisco Caeiro Batista Rodrigues Instituo Federal do Acre - IFAC
  • Prof CESAR GOMES DE FREITAS IFPR

Resumo

O presente trabalho tem a finalidade de apresentar como ocorre o processo de captação, tratamento e logística da situação atual do abastecimento de água da cidade de Rio Branco/AC e analisando a logística de suprimentos referente a produtos químicos dentro das unidades das estações de captação e tratamento do saneamento de água em Rio Branco-AC (ETA I e II). Sendo o saneamento básico o conjunto de serviços, infraestruturas e instalações operacionais de abastecimento de água, esgotamento sanitário, limpeza urbana, manejo de resíduos sólidos, drenagem, manejo das águas pluviais, limpeza e fiscalização preventiva das respectivas redes urbanas, o acesso aos serviços de saneamento são fatores determinantes para a saúde da população, bem como para a proteção do meio ambiente. Analisar e identificar como as unidades de tratamento de água, abordam os processos de tratamento da mesma até à logística de suprimentos dos produtos químicos é algo relevante, assim como, realizar uma busca para validar os resultados por meio de interação entre os aspectos teóricos e o posicionamento da referida empresa frente aos elementos centrais da logística de suprimentos. A pesquisa é um estudo exploratório e descritivo tendo como procedimento o estudo de caso. A abordagem metodológica é qualitativa, sendo que, para a coleta dos dados, foram utilizados questionários estruturados, análise de documentos e observação direta, com a posterior utilização da técnica de análise de conteúdo para avaliação dos dados.  Também observou-se todo o processo de tratamento da água e a logística desde os fornecedores até à sua distribuição, com o consumidor final. Constatou-se que os locais onde foram construídas as Estações de captação e Tratamento de água do município de Rio Branco estão sujeitos às inundações periódicas e que nas grandes cheias as ETAs têm o seu funcionamento comprometido, razão pela qual, uma preocupação sempre latente é a possibilidade da disseminação de doenças de veiculação hídrica por meio da água distribuída pelo serviço público.

 Palavras-chave: Logística; Produtos Químicos; Suprimentos; Tratamento.

 

Referências

BRASIL. Direito e Diretrizes de Acesso a Água: Contexto Geral e Abordagem para a Cidade de Rio Branco, Acre, Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/354964441_DIREITO_E_DIRETRIZES_DE_ACESSO_A_AGUA_CONTEXTO_GERAL_E_ABORDAGEM_PARA_A_CIDADE_DE_RIO_BRANCO_ACRE_BRASIL

BALLOU, Ronald H. Gerenciamento da cadeia de suprimentos/logística empresarial / Ronald H. Bailou tradução Raul Rubenich. - 5. ed. - Porto Alegre: Bookman,2006.

CALEFFI, Mario Henrique Bueno Moreira; BARBOSA, Willyan Prado; RAMOS, Diogo Vieira. O papel da logística reversa para as empresas: fundamentos e importância. Revista Gest. Indústria, Ponta Grossa, v.13, p. 171-187, out/dez, 2017. Disponível em: periodicos.utfpr.edu.br/revistagi. Acesso em: 23 ago. 2022.

CHRISTOPHER, Martin. Logística e gerenciamento da cadeia de suprimentos. São Paulo: Cengage, 2018.

COSTA FILHO; Orlando Sabino da. Alternância do poder ou poder da alternância? As agendas dos serviços de abastecimento de água e esgotamento sanitário em Rio Branco, Acre / Orlando Sabino da Costa Filho. - 2016. Disponível em: https://www.smarh.eng.ufmg.br/defesas/1114D.PDF. Acesso em: 23 ago. 2022.

FARAH JUNIOR, Moisés. Os desafios da logística e os centros de

distribuição física. FAE Bussiness. Curitiba, n. 2, 2002.

MELO, Daniela de Castro; ALCÂNTARA, Roseane Lúcia Chicarelli. A gestão da demanda em cadeias de suprimentos: uma abordagem além da previsão de vendas. Gest. Prod., São Carlos, v.18, n.4, p. 809-824, 2011: Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/gp/v18n4/a09v18n4.pdf. Acesso em: 23 ago. 2022

Novo Marco Legal do saneamento. Disponível em:https://www.gov.br/ana/pt-br/assuntos/saneamento-basico/novo-marco-legal-do-saneamento#:~:text=Novo%20Marco%20Regulat%C3%B3rio%20do%20Saneamento,a%20editar%20normas%20de%20refer%C3%AAncia. Acesso em: 23 ago. 2022.

Downloads

Publicado

23-11-2022

Edição

Seção

Edição Especial VII CONC&T 2022