NOTAS SOBRE UMA DISCIPLINA MARGINAL

A SOCIOLOGIA NO CURRÍCULO DA REDE FEDERAL DE ENSINO

Autores

  • LUCINEY ARAÚJO LEITÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO ACRE
  • RENATA GOMES DE ABREU FREITAS INSTITUTO FEDERAL DO ACRE

Palavras-chave:

Currículo Escolar. Ensino Médio. Sociologia.

Resumo

A obrigatoriedade da disciplina de Sociologia como componente curricular da Rede Federal de Ensino no Estado do Acre, é objeto de investigação do presente estudo. Nesse contexto, busca-se compreender a inclusão, exclusão e marginalização da disciplina de Sociologia ao longo do processo formativo do contexto educacional brasileiro, e suas possibilidades postas diante de desafios e tensões que marcam a construção das matrizes curriculares A partir de uma busca pela literatura temática e de acervo documental, buscou-se descrever como o cenário político do país, geralmente configurado a partir de correntes ideológicas levaram a uma marginalização dessa disciplina e a uma menor relevância no ensino, e como esses fatores contribuíram para mascarar a função da disciplina de Sociologia na construção de uma identidade social crítica, democrática e livre, além da criação de um estigma sobre o campo de atuação no ensino. A quebra de paradigmas quanto ao ensino de Sociologia, começa a ganhar importância a partir das primeiras teorias que fizeram desta disciplina, como fundamental no campo da investigação cientifica. Apesar de importante corrente das Ciências Humanas, a Sociologia, enquanto disciplina de componente curricular, passa a sofrer ao longo do tempo, um processo de inclusão, exclusão, diluição e reinclusão nos currículos escolares, capitaneada por correntes ideológicas que distorcem e marginalizam a presença da disciplina nos currículos. Outro aspecto a se destacar é a escassez de material didático pedagógico que seja adotado como eixo norteador para o professor de Ensino Médio Básico Técnico e Tecnológico e na Educação Profissional e Tecnológica.

 

Referências

ACRE, Secretária de Estado de Educação e Cultura – Parecer CEE/AC Nº 77/2010, Rio Branco. Diário Oficial do Estado do Acre, 2010.

BRASIL, Ministério da Educação. Lei de Diretrizes e Bases da Educação – LDB 9.394/96, Brasília,1996.

BRASIL. Ministério da Educação, Secretaria de Educação Média e Tecnológica. Parâmetros Curriculares Nacionais: ensino médio. Brasília: Mistério da Educação, 1999.

BRASIL. Conselho Nacional de Educação. Câmara de Educação Básica. Parecer n. 15/98 e Resolução n. 03/98. Estabelece as Diretrizes Curriculares Nacionais para o Ensino Médio.

BRASIL. Presidência da República. Veto ao Projeto de Lei n. 09/00. Mensagem n. 1.073, Brasília, DF, 8 de outubro de 2001

BRASIL. Lei 13.415, de 16 de fevereiro de 2017. Altera as Leis nos 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, e 11.494, de 20 de junho 2007 28 de fevereiro de 1967 (...). Legislação Federal, Brasília, 16 de fevereiro de 2017. Disponível em: . Acesso: 15 nov. 2017

BODART, C. N. Sociologia e Educação: Debates necessários – volume I. Maceió: Editora Café com Sociologia, 2019.

CANDIDO, A. Sociologia, ensino e estudo. Sociologia: Revista Didática e Científica, São Paulo, v. 11, n. 3, p. 275-289, 1949.

CARIDÁ, A. C. B. B.; ROSSO, K. G.: Ensino de Sociologia e Educação Profissional e Tecnológica: uma perspectiva crítica a partir das discussões do mundo do trabalho. In: OLIVEIRA, A.; ENGERROFF, A. M. B.; OLIVEIRA, D. G.; CIGALES, M. (orgs.). Conquistas e Resistências do Ensino de Sociologia: ENESEB 2019. 1. ed. Maceió, AL: Editora Café com Sociologia, 2021.

.

FEIJÓ, F. Breve Histórico do Desenvolvimento do Ensino de Sociologia no Brasil; Short History About the Development of Teaching of Sociology in Brazil. PerCursos, v. 13, n. 1, p. 133-153, 2012.

FERNANDES, F. Comunicação e debates. In: Congresso Brasileiro de Sociologia, 1., 1954, São Paulo. Anais... São Paulo, 1955. p. 319-321; 325-328.

FRIGOTTO, G. A relação da educação profissional e tecnológica com a universalização da educação básica. Educação e Sociedade, v. 28, p. 1129-1152, 2007.

FRIGOTTO, G. A polissemia da categoria trabalho e a batalha das ideias nas sociedades de classe. Revista Brasileira de Educação, v. 14, n. 40, jan./abr. 2009.

FRIGOTTO, G.; CIAVATTA, M.; RAMOS, M. N. Trabalho como princípio educativo. Dicionário da educação do campo. Rio de Janeiro: Escola Politécnica Joaquim Venâncio, 2012

GIL, A. C. Métodos e técnicas de pesquisa social. 7. Ed. São Paulo: Atlas, 2010.

GIL, A. C. A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2007

LÜDKE, M.; ANDRÉ, M. A pesquisa em educação: abordagens qualitativas. São Paulo: EPU, 1986.

MILLS, C. W. A imaginação sociológica. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1965.

MORAES, A. Ensino de Sociologia: periodização e campanha pela obrigatoriedade. Cad. CEDES v. 31 n. 85 Campinas Dec. 2011.

MORAES, A. Sociologia no ensino médio: reconquistas históricas – reflexões metafóricas. Texto apresentado no Fórum Formação de Professores e Cursos de Ciências Sociais, XI Congresso Brasileiro de Sociologia, Campinas, 2003. Campinas, 2003b. (inédito).

MORAES, A. O veto de FHC: o sentido de um gesto. In: CARVALHO,

L.M.G. (Org.). Sociologia e ensino em debate. Ijuí: Unijuí, 2004. p.105-111.

OLIVEIRA, A. P. Para que Serve Sociologia? Itinerários na Rede de Educação Profissional e Tecnológica. Revista Tecnologia & Cultura (CEFET/RJ), v. ano 12, p. 22-29, Rio de Janeiro, 2010.

MORAES, A. Em que a sociologia pode contribuir para a educação profissional e tecnológica?. Holos, v. 5, p. 166-174, 2013.

PACHECO, E. M.; MORIGI, V. (Org.). Ensino Técnico, Formação Profissional e Cidadania: a revolução da Educação Profissional e Tecnológica no Brasil. Porto Alegre: Tekne, 2012.

PRODANOV, C. C., FREITAS, E. C. Metodologia do trabalho científico: métodos e técnicas da pesquisa e do trabalho acadêmico. 2. ed. Novo Hamburgo: Feevale, 2013.

RÊSES, E. S. Representações sociais dos alunos da rede pública de ensino do Distrito Federal sobre a sociologia no ensino médio. Mediações - Revista de Ciências Sociais, Londrina, v. 12, n.1, p.177-194, jan./jun. 2007.

SAVIANI, D. Escola e Democracia. Campinas: Ed. Autores associados, 2001.

SILVA, I. F.: Pensando a prática pedagógica em Ciências Sociais. Disponível em: https://www.yumpu.com. Acesso em: 01 de julho de 2021 às 13h45.

SILVA, I. L. F. O ensino das Ciências Sociais/Sociologia no Brasil: histórico e perspectivas. In: MORAES, A. C. Sociologia: ensino médio. Brasília: Ministério da Educação, secretaria de Educação Básica, 2010. Coleção Explorando o ensino; v. 15. 19 p.

VIEIRA, C. S.: História, cidadania e livros escolares de OSPB (1962-1964). ANPUH – XXIII SIMPÓSIO NACIONAL DE HISTÓRIA. Londrina, 2005.

VIEIRA, M. M: O ensino profissionalizante e a formação integral no ensino médio: enfoque sociológico das percepções docentes no interior do Ceará. 2017.

OGANAUSKAS, F. R. M. Sociologia: Ensino Médio. Curitiba: Positivo, 2015.

Downloads

Publicado

23-11-2022

Edição

Seção

Edição Especial VII CONC&T 2022