ACESSIBILIDADE DIGITAL: UMA ANÁLISE NO SITE DO ProfEPT IFAC COM BASE NAS DIRETRIZES DO eMAG

Autores

  • Francisco da Silva Passos UFAC
  • Mário Sérgio Pedroza Lobão

Palavras-chave:

Acessibilidade; eMAG; IFAC; ProfEPT

Resumo

Objetivou-se aqui analisar a acessibilidade do site institucional do programa de Mestrado Profissional em Educação Profissional e Tecnológica do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Acre (ProfEPT-IFAC). Sua metodologia constituiu-se na análise de conteúdo através de uma abordagem qualitativa, a fim de analisar o nível de conformidade do site de acordo com os
padrões de acessibilidade estabelecidos pelo Modelo de Acessibilidade em Governo Eletrônico (eMAG). Foi escolhido como instrumento de avaliação e coleta o plugin eScanner por se tratar de uma tecnologia Brasileira, com suporte em português e que permite a análise baseada nas diretrizes do eMAG. O site do ProfEPT do IFAC, foi escolhido como objeto de estudo, por servir como fonte de consulta para as principais informações do programa a nível local, além de ser repositório para documentos institucionais públicos do Mestrado Profissional em Educação do IFAC. Por ser um site oficial ligado ao IFAC é necessário que
se mantenha o mesmo nível de acesso à informação que o portal principal (ifac.edu.br), devido ambos estarem ligados ao sistema federal regido pelas diretrizes de acessibilidade do eMAG. A partir da análise do site, foi obtido um relatório de 6 erros, para cada erro mostrado, existe uma solução descrita, colaborando para uma melhoria no site institucional. Além dos erros foram
levantados 25 alertas que não estão diretamente ligados ao eMAG, porém podem interferir diretamente na navegação dos usuários de acordo com o WCAG. Os alertas levantados e a solução para o problema de acessibilidade relacionado devem ser trabalhados pela equipe responsável pelo ambiente virtual, pois contribuem para uma maior acessibilidade.

Referências

BRAGA, F. C. N. Proposta de instrumento para verificação da divulgação de informações dos cursos nos sites das instituições de ensino superior. 139, 2018.

BRASIL. eMAG - Modelo de Acessibilidade em Governo Eletrônico. 2004. Disponível em: https://emag.governoeletronico.gov.br/#s3.2. Acesso em: 01 jul. 2022.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil. 1988.

BRASIL. Lei brasileira de inclusão da pessoa com deficiência. 2015.

COMITÊ GESTOR DA INTERNET NO BRASIL (CGI.BR). Cartilha de acessibilidade na web: fascículo II benefícios, legislação e diretrizes da acessibilidade na web, 2015.

CUSIN, C. A.; VIDOTTI, S. A. B. G. Inclusão digital via acessibilidade web. Liinc em Revista, v. 5, n. 1, 2009. Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia. Disponível em: https://revista.ibict.br/liinc/article/view/3189. Acesso em: 19 jul. 2022.

MALHEIRO, B. P. Estratégia de governo digital: desafios para a universalização dos serviços públicos digitais na Administração Pública Federal brasileira., p. 72, 2020.

PASSOS, J. R.; VIEIRA, R. Q.; SAHEKI, Y. Leitores de telas: ferramenta de documentos acessíveis. Repositório - FEBAB, n. 15, 2008. Disponível em: http://repositorio.febab.org.br/items/show/4253. Acesso em: 19 jul. 2022.

PIMENTA, M. S.; CASTRO, T. L.; VIERO, D. M.; NAKAYAMA, L. A (in)acessibilidade de sites governamentais. In: Simpósio sobre Fatores Humanos em Sistemas Computacionais (IHC)2002. Anais eletrônico. Disponível em: http://rgdoi.net/10.13140/2.1.1700.2881. Acesso em: 1 set. 2022.

RECK, J. R.; HÜBNER, B. H. A transformação digital do estado: digitalização do governo e dos serviços públicos no Brasil. Revista Eletrônica Direito e Política, v. 16, n. 3, p. 1075–1096, 2021.

SAVIANI, D. Vicissitudes e perspectivas do direito à educação no Brasil: abordagem histórica e situação atual. Educação & Sociedade, v. 34, p. 743–760, 2013. Centro de Estudos Educação e Sociedade - Cedes.

W3C. Web Content Accessibility Guidelines (WCAG) 2.1. Disponível em: https://www.w3.org/TR/WCAG21/. Acesso em: 14 jul. 2022.

Downloads

Publicado

23-11-2022

Edição

Seção

Edição Especial VII CONC&T 2022